quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

Novos vereadores

Veja quem pode assumir
na Câmara de Rio Branco
Com a aprovação da PEC nº 20/2008, que reordena a composição das Câmaras de Vereadores, a Câmara de Rio Branco passará a contar com mais nove parlamentares.
Veja quem pode assumir, caso a Justiça Eleitoral regulamente a decisão dos senadores:

Márcio Batista (PC do B);
Márcio Oliveira (PTN);
Pedrinho Oliveira (PMN);
Ismael Muniz (PT);
Graça da Baixada (PR);
Clézio Moreira (PT do B) ;
Professor Roger (PSB);
Edi Celular (PSDC);
Rodrigo Fernandes (PSDB
).

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Senadores aprovam
aumento no número
de vereadores nas Câmaras
O Senado acaba de aprovar a PEC nº 20/2008, que trata da recomposição das Câmaras de Vereadores nos municípios com mais de 15 mil moradores.

A decisão dos senadores vai atingir a maioria das Câmaras no Acre. Em Rio Branco, por exemplo, a composição passará dos atuais 14 para 23 vereadores.

Com a aprovação da PEC, caberá à Justiça Eleitoral decidir se os suplentes tomarão posse ou não a partir do dia 1º de janeiro.

O aumento do quantitativo de vereadores não trará aumento ou redução nos repasses para as Câmaras. Essa questão será tratada numa segunda oportunidade, provavelmente no próximo ano.

Em seus discursos, durante a madrugada, os senadores afirmaram que estavam corrigindo um erro cometido pela Justiça em 2004, quando reduziu o quantitativo de vereadores, mas não alterou o percentual repassado para as Câmaras.

Veja como ficará a composição das Câmaras:

Nove vereadores para os municípios com até 15 mil habitantes;

Onze vereadores nos municípios com mais de 15 mil e até 30 mil habitantes;

Treze vereadores nos municípios com mais de 30 mil e até 50 mil habitantes;

Quinze vereadores nos municípios com mais de 50 mil e até 80 mil habitantes;

Dezessete vereadores nos municípios com mais de 80 mil e até 120 mil habitantes;

Dezenove vereadores nos municípios com mais de 120 mil e até 160 mil habitantes;

Vinte e um vereadores nos municípios com mais de 160 mil e até 300 mil habitantes;

Vinte e três vereadores nos municípios com mais de 300 mil e até 450 mil habitantes;

Vinte e cinco vereadores nos municípios com mais de 450 mil e até 600 mil habitantes;

Vinte e sete vereadores nos municípios com mais de 600 mil e até 750 mil habitantes;

Vinte e nove vereadores nos municípios com mais de 750 mil e até 900 mil habitantes;

Trinta e um vereadores nos municípios com mais de 900 mil e até 1.050 milhão de habitantes;

Trinta e três vereadores nos municípios com mais de 1.050 milhão e até 1,2 milhão de habitantes;

Trinta e cinco vereadores nos municípios com mais de 1,2 milhão e até 1.350 milhão de habitantes;

Trinta e sete vereadores nos municípios com mais de 1.350 milhão e até 1,5 milhão de habitantes;

Trinta e nove vereadores nos municípios com mais de 15, milhão e até 1,8 milhão habitantes;

Quarenta e um vereadores nos municípios com mais de 1,8 milhão e até 2,4 milhões de habitantes;

Quarenta e três vereadores nos municípios com mais de 2,4 milhões e até 3 milhões de habitantes;

Quarenta e cinco vereadores nos municípios com mais de 3 milhões e até 4 milhões de habitantes;

Quarenta e sete vereadores nos municípios com mais de 4 milhões e até 5 milhões de habitantes;

Quarenta e nove vereadores nos municípios com mais de 5 milhões e até 6 milhões de habitantes;

Cinqüenta e um vereadores nos municípios com mais de 6 milhões e até 7 milhões de habitantes;

Cinqüenta e três vereadores nos municípios com mais de 7 milhões e até 8 milhões de habitantes;

Cinqüenta e cinco vereadores nos municípios com mais de 8 milhões de habitantes.
Aposentadoria para
o extrativista vegetal
O Senado aprovou a PEC nº 56/2001, de autoria da senadora Marina Silva (PT), que regulamenta a aposentadoria especial para o extrativista vegetal.

A matéria ainda voltará à Câmara dos Deputados, mas é um avanço e reconhecimento grande aos homens que são os verdadeiros defensores e protetores da floresta.
Essa é uma versão moderna da aposentadoria pagas aos soldados da borracha;
Internet Livre
A partir de sexta-feira, as pessoas que têm notebook e estiverem no Centro da Cidade poderão acessar a internet livremente e sem custo algum. É que a mesa diretora da Aleac disponibilizará para a comunidade o Sistema Assembléia Internet.

Um dos pontos importantes nesta iniciativa da mesa diretora da Aleac é que, para acessar à internet, a pessoa não necessitará de senha. Basta ligar o computador e conectar. Todos os testes foram realizados.
Escola Chico Mendes
Fundada para formar lideranças, a Escola Chico Mendes de Educação Popular está para fechar para as portas.

Um dos principais motivos é porque falta os governos do Estado e municipal firmarem convênios com a CUT.

A lembrança é de Abrahim Lhé Farhat, um dos ganhadores do Prêmio Chico de Florestania.
Dulce na presidência
Ainda que provisoriamente, a conselheira Dulce Benício é a primeira mulher a assumir a presidência do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Ela está no posto até que presidente, Antonio Malheiro, e o vice-presidente, José Augusto Faria, retornem de viagem.

Dulce também foi a primeira conselheira da história da corte.

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Estátua de Galvez

O real e o personagem Ao ver a estátua de Luiz Galvez no hall da Aleac, uma distinta senhora que passa pelo local comentou: “Ele não se parece nada com José Wilker. O global interpretou o espanhol na minissérie Amazônia – De Galvez a Chico Mendes.

Quanto a essa estátua de Luiz Galvez aconteceu algo que somente a coincidência explica: a obra foi fundida no dia 14 de julho deste ano.

O espanhol voltou à materialidade exatamente 109 anos após ter proclamado o Estado Independente do Acre. O fato foi relatado pela artista plástica Christina Mota ao historiador Marcos Vinicius Neves.

A foto é de Odair Leal.


Risco de expulsão

Suplentes do PMN atentos
Seguindo o princípio que o mandato pertence ao partido é bom os dois suplentes do PMN a deputado estadual ficarem atentos quanto à possibilidade de os deputados José Luiz Tchê e Elson Santiago se comportarem como infiéis.

Os dois primeiros suplentes do PMN são o ex-deputado Raimundo Silva, que obteve 1.486 votos, e o bancário Carlos do Basa, que teve apenas 710 sufrágios e atualmente mora no interior do Amazonas.

Tchê e Santiago obtiveram 5.247 e 4.034 votos, respectivamente.

Eleição na Aleac

Debate em três instâncias
Os petistas se reuniram hoje no fim da tarde para debater a primeira-secretaria da Aleac.

Ficou decidido que esse assunto será amplamente debatido em três instâncias: bancada, partido e no governo. O nome escolhido será apresentado para a disputa.

Começaram a fazer a coisa certa.

O PT também sinalizou que apoiará irrestritamente a reeleição do comunista Edvaldo Magalhães (PC do B) para a presidência, o que é normal dado o grau de afinidade entre os petistas e os comunistas.

Cabide e Montana

Grande dupla Waldir Cabide (PTC) é vereador eleito. Montana Jack, com o paletó, pretende chegar ao posto de edil em 2012.

A dupla se encontrou hoje no hall da Aleac, durante a reinauguração da sede do Poder Legislativo do Acre.

O repórter fotográfico Sérgio Valle registrou esse ‘grande’ encontro.

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Esporte e política

Grama sintética
Sérgio Petecão (PMN) inovou ao apresentar emendas ao Orçamento da União. O deputado federal destinou verba para a construção de 23 quadras de grama sintética em vários municípios acreanos. Para Rio Branco, são cinco em bairros periféricos.

Mais dinheiro

Valor das emendas
Deputados estaduais estão animados com a possibilidade de o valor de suas emendas saltar para R$ 100 mil. Atualmente, cada parlamentar tem direito a apenas R$ 50 mil.

Mesa diretora

Reunião na Chácara
Terça-feira à tarde, a maioria dos deputados estaduais se reuniu numa chácara da cidade. A pauta: eleição para a mesa diretora da Aleac. Os parlamentares querem formar uma chapa de consenso.

Entre os ausentes à reunião destaque para os petistas Perpétua de Sá e Chico Viga. O PT é o partido que deverá manter a primeira-secretaria. Os deputados não são mencionados como possíveis ocupantes, embora Viga esteja se movimentando.

Porta de escola

Hora da merendaDentro da escola pode até ter merenda, mas, como a imagem deixa claro, o lanche vendido do lado de fora do muro é bem mais atrativo.

As crianças têm fome de comida, seria muito bom se também tivessem fome de conhecimento.

A foto foi tirada pelo repórter fotográfico Regiclay Saady, na Escola Mário de Oliveira, no Bairro Cerâmica.

Caso de Justiça

Processo contra Neuzari
O Pleno do Tribunal de Justiça recebeu hoje o processo contra o prefeito de Porto Walter, Neuzari Pinheiro (PT).

Quem teve acesso aos autos afirma que a situação do petista é extremamente complicada porque há provas contundentes contra a sua administração.

Neuzari Pinheiro foi reeleito para um segundo mandato, mas poderá não gozar do triunfo.

Nó da cana

Álcool Verde liberada
A Usina Álcool Verde vai ter licença para funcionar. Foi o que garantiu o ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, em audiência na Comissão da Amazônia, da Câmara dos Deputados. Minc respondeu a uma pergunta formulada pelo deputado federal Sérgio Petecão (PMN).

Mudanças no PMN

Petecão na liderança;
Tchê e Santiago expulsos
Sérgio Petecão está bem posicionado perante a direção nacional do seu partido.


Semana passada, o parlamentar foi escolhido líder do PMN na Câmara dos Deputados. Na função, participa da discussão de todos os grandes temas debatidos na Casa.

Domingo, a direção nacional do PMN se reúne em São Paulo para debater os resultados das eleições municipais em todo o país.

O caso dos deputados estaduais José Luiz Tchê e Elson Santiago, que não estiveram na campanha de Sérgio Petecão para prefeito, entrará em pauta.

Cresce dentro do PMN a tese de que é necessário expulsar José Luiz Tchê e Elson Santiago.

Junto com eles também seriam “convidadas” a sair outras pessoas consideradas traidoras por dirigentes partidários. Vai ser muita confusão.

Secretariado de Angelim

Vaz na Emurb
Especulações nos bastidores dão conta de que o vereador eleito Raimundo Vaz (PRP) poderá ser remanejado para a presidência da Emurb.

Em seu lugar, na Câmara de Vereadores, assumiria a suplente Graça da Baixada (PR), que teria contado com o apoio do ex-deputado federal Júnior Betão.
Weiber Campelo, o atual titular da pasta, iria para casa.

terça-feira, 18 de novembro de 2008

O futuro na geladeira
As mães se divertem e revelam o sorriso no copo de cerveja.

As crianças olham a cena sem imaginar que o futuro pode estar numa geladeira.

Essa é uma realidade presente nos bairros das nossas cidades.

Falta consciência, falta esperança.

O preço pelo descaso pode ser bem maior do cobrado por uma garrafa de cerveja.

A foto é de Odair Leal.

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Boca grandeMulher bonita é para deixar qualquer um de queixo caído, ou de dentadura caída.

A bela moça que passa faceira no Bairro Seis de Agosto nem imagina o quanto é desejada.

O repórter fotográfico Marcos Vicentti conseguiu clicar esse momento único.

E ela nem percebeu que deixou os espectadores com a boca cheia de água.

sábado, 8 de novembro de 2008

Remédio abençoado

Rede de farmácia
Uma grande rede de drogaria está se instalando em Rio Branco.

A primeira loja vai ser apertada no centro da cidade. Essa turma não é de dar ponto sem nó.

O blog foi informado que a rede contará com a bênção dos homens públicos e divina. É tanto que os empresários doaram uma soma considerável de dinheiro para a Igreja Católica, que trocará os bancos da catedral
As meninas, a bandeira e rioA cidade que nasceu do rio virou as costas para o seu berço aquático.

As meninas olham o rio, que seca e ameaça o futuro das próximas gerações.

Essa deve ser uma bandeira de toda a sociedade, para que o Acre não fique à margem da sua própria história.

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Crise na Bolívia

Governo Federal
deverá se responsabilizar
pela permanência dos refugiados

Após vistoria realizada nas cidades de Brasiléia e Epitaciolândia - a cerca de 225km da capital Rio Branco – na fronteira com a Bolívia e a partir de informações oficiais recebidas, o Ministério Público Federal no Acre, por meio do procurador da República Anselmo Henrique Cordeiro Lopes, emitiu recomendação para que a União Federal, por meio da Secretaria Especial dos Direitos Humanos e do Ministério da Defesa, assuma de forma efetiva o atendimento humanitário dispensado às pessoas, entre bolivianos e brasileiros, que se encontram abrigadas na região, e que deixaram o território boliviano alegando temer por sua segurança em virtude de recentes conflitos políticos naquele País.

Foi recomendado, entre outras coisas, que seja disponibilizado aos refugiados alimentação adequada, abrigo digno, água potável, vestuário e material de higiene pessoal, assistência médica e segurança contra invasores.

A União Federal deverá trabalhar em conjunto com o Governo do Acre e os Municípios envolvidos, porém os custos com a permanência e a manutenção dessas pessoas deverá ser arcado pela Poder Público Federal, agindo os demais Entes como colaboradores.

Atualmente, o apoio humanitário prestado aos refugiados está quase todo sendo realizado por conta exclusiva do Estado do Acre. A União, por sua vez, vem se omitindo, o que tem gerado prejuízo aos cofres e aos serviços públicos acreanos. Essa situação, segundo o entendimento do MPF, é irregular, pois cabe à toda Federação arcar com os custos gerados pela assistência aos refugiados, e não somente ao Estado do Acre.

Para emitir a recomendação, foram levados em conta a dignidade humana enquanto fundamento da República, o caráter de diretriz máxima da preservação da vida na atuação do Estado, a prevalência dos direitos humanos como princípios das relações internacionais da ordem constitucional brasileira além de outros aspectos.

A recomendação não visa interferir no processo de concessão do refúgio político, tendo somente o intuito de garantir que essas pessoas recebam apoio humanitário adequado enquanto estiverem em solo brasileiro e enquanto não haja manifestação formal do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare) quanto aos pedidos de refúgio.

Outros aspectos também são abordados na recomendação, porém, por se tratarem de questão de segurança nacional e da relação entre Brasil e Bolívia, não podem ser divulgados, sendo de conhecimento apenas das autoridades envolvidas. Os órgãos citados têm 10 dias para se manifestarem sobre o acolhimento da recomendação

quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Baixa na tropa

Oliveira pede baixa
Militar aposentado do Exército, Francisco Oliveira entregou as armas e pediu baixa da presidência do Diretório Municipal do PMN. Oliveira pode até pedir desfiliação. Ele é tio do deputado federal Sérgio Petecão, que concorreu a prefeito de Rio Branco e foi derrotado pelo petista Raimundo Angelim.
Oliveira é pai adotivo e tio do vereador Pedrinho Oliveira (PMN), que não conseguiu a reeleição. O parlamentar, aliás, já anunciou aos amigos que concorrerá a deputado estadual, em 2010.
A saída de Francisco Oliveira do PMN gerou comentários maldosos de correligionários. Um deles indagou: “Será que ele teria tomado a mesma decisão caso Petecão tivesse ido para o segundo turno?”.
Oliveira é um homem de posições firmes e teve ter refletido bem antes de seguir esse caminho.

Crime de pedofilia

Segredo de Justiça
Corre sobre absoluto segredo de Justiça processo em que um promotor de Justiça é acusado de pedofilia.
O crime supostamente aconteceu num município próximo a Rio Branco.
O blog tem o nome do investigado, mas não vai divulgar porque, como é segredo de Justiça, o colunista corre o risco de também virar réu, apesar de não ter preferência por menores.

Atrás de dinheiro

Prefeitos com pires na mão
Prefeitos reeleitos ou eleitos para o primeiro mandato embarcaram para Brasília. Foram na busca de alocar recursos no Orçamento da União para poder trabalhar no próximo ano. Partiram com o pires na mão percorrendo os gabinetes dos deputados federais e senadores.

A maioria dos prefeitos eleitos pela primeira vez foi sem dinheiro da passagem e da estadia. As despesas dos futuros administradores foram custeadas por parlamentares aliados, que, é claro, irão exigir a contrapartida nas próximas eleições.
PT lança candidatura
de Tião Viana a
presidente do Senado
ANDREZA MATAIS
MARIA CLARA CABRAL
da Folha de S.Paulo, em Brasília
O PT deflagrou ontem o processo de sucessão à presidência do Senado com um jantar de desagravo ao senador Tião Viana (AC), candidato do partido, na casa do senador Eduardo Suplicy (SP). O encontro foi uma resposta ao PMDB, que resiste em dar apoio ao petista.
Embalados pelo crescimento na disputa eleitoral deste ano, os peemedebistas tentam emplacar um nome próprio para comandar o Senado nos próximos dois anos.
O PT cobra reciprocidade do PMDB uma vez que irá apoiar a candidatura do presidente do partido, Michel Temer (SP), à presidência da Câmara. O partido argumenta que politicamente não seria viável o PMDB ter o comando das duas Casas. O próprio presidente Luiz Inácio Lula da Silva teria defendido a tese em jantar com a cúpula do PMDB recentemente.
O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), defendeu ontem o adiamento dessa discussão e, ao comentar o lançamento do nome de Tião no jantar, disse: "Ele vai ficar no sereno até janeiro". As eleições para as presidências da Mesas do Senado e da Câmara ocorrem no início de fevereiro.
"O PMDB [vai] discutir isso só em janeiro? Acredite se quiser. É óbvio que está todo mundo conversando. Vamos partir para buscar apoios na base. O Senado precisa de um processo mais unitário", disse ontem a líder do PT no Senado, Ideli Salvatti (SC), que estava no jantar em apoio a Tião Viana.
Além de não aceitar perder o comando do Senado, caciques do PMDB resistem a Tião Viana. Ele é criticado pela forma como conduziu a Casa quando Renan Calheiros (PMDB-AL) se afastou para responder a processos de cassação. No partido são citados José Sarney (AP) e Hélio Costa (MG), ministro das Minas e Energia, que voltaria ao Senado para ocupar a vaga de Garibaldi Alves (RN).
Na Câmara, Temer intensificou as articulações para se eleger presidente da Casa. Ontem, participou de jantar com lideranças da base aliada e da oposição na casa de Luciano Castro (RR), líder do PR. O ministros José Múcio (Relações Institucionais), o presidente Arlindo Chinaglia (PT-SP) e Jucá também estiveram presentes.
Antes do jantar, Temer recebeu a visita do presidente do PT, deputado Ricardo Berzoini (SP) e do líder Maurício Rands (PT-SP). Ambos garantiram que irão apoiar Temer para a presidência independentemente do cenário no Senado

terça-feira, 28 de outubro de 2008

Eleição no Senado

PT manda recado
A senadora Ideli Salvatti (SC), líder do PT no Senado, mandou recado para os peemedebistas sobre a eleição na Câmara dos Deputados e da casa onde exerce a liderança.

Deixou claro que, para eleger o deputado Michel Temer (SP) presidente da Câmara, os petistas querem voto e apoio para o senador acreano Tião Viana. a informação está no blog do jornalista Josias de Souza -
http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br.


Há quase dois anos foi assinado um documento onde o PT e o PMDB se comprometiam em trocar apoios nas eleições da Câmara e do Senado.

O problema é que o alagoano Renan Calheiros e outros peemedebistas se movimentam contra Tião Viana e querem manter o controle da casa.

Até fevereiro, quando será realizada a eleição, muita coisa vai rolar.

A sorte de Tião Viana é que ele conta com o apoio do presidente Lula.

Tem gente

Sobrou o sanitárioOnde funcionou o Núcleo de Tecnologia em Educação (NTE) sobrou apenas sanitário improvisado.

Olhando rapidamente, a impressão que fica é que o espaço tem até ar-condicionado, mas não tem.

O governo demoliu o prédio ao lado da Secretaria de Fazenda e da Escola José Rodrigues Leite.

Até agora, não foi publicado o que será erguido no terreno.

Inspiração política

Inspirado em Marina
Peemedebista, o prefeito eleito de Bauru, Rodrigo Agostinho, declarou que sua referência política é a senadora acreana Marina Silva (PT).

O município paulista tem 347.601 habitantes.

O político é ambientalista e contou com o apoio dos petistas para se eleger. A notícia foi divulgada pela Folha Online. Leia aqui.

sábado, 25 de outubro de 2008

Chalub Leite

Dia do Jornalista em Sena Sexta-feira à noite, foi lançado o Prêmio José Chalub Leite de Jornalismo em Sena Madureira.

Na ocasião, o prefeito Nilson Areal (PR) sancionou a lei que institui a data de 3 de novembro como o Dia do Jornalista Municipal.

O projeto é de autoria do vereador Juza Bispo (PMN).

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

O encontro

Sérgio Petecão e Angelim Há menos de um mês, Raimundo Angelim (PT) e Sérgio Petecão (PMN) eram adversários na disputa pela prefeitura de Rio Branco.

O petista venceu e foi reeleito.

A batalha eleitoral foi deixada de lado porque o compromisso com a cidade tem que unir os políticos.

Ontem, Angelim e Petecão conversaram amigavelmente durante a reunião para debater as emendas ao Orçamento-geral da União.

Isso é política grande.

A verdade é que, por mais que quisesse, Petecão não poderia virar as costas para o prefeito Raimundo Angelim.

Ele foi o deputado federal mais bem votado na capital.

Necessariamente tem que alocar emendas para que as obras sejam feitas no município administrado pelo petista.

Sérgio Petecão, aliás, é famoso por não perder o bom humor.

Ontem, uma das pessoas presentes à reunião da bancada comentou que ele estaria com a pele bronzeada.

Sem pestanejar, o deputado federal respondeu: “Foi o sol da balsa”.

A caminho da Copa

Comissão avaliadora
das cidades candidatas
a sediar a Copa 2014
visitará Rio Branco

Juracy Xangai


O vice-presidente executivo da Associação Brasileira da Infra-Estrutura e Indústrias de Base (ABDIB), Ralph Lima Terra, lidera a equipe de inspeção que já visitou as cidades de Belém e Manaus também candidatas amazônicas a sediar a Copa do Mundo de Futebol de 2014 estará em Rio Branco nos próximos dias para conhecer a infra-estrutura já existente e as melhorias planejadas pelo governo do Estado em parceria com a prefeitura de Rio Branco para sediar o evento.

Durante reunião com o secretário Estadual do Turismo, Esporte e Lazer (Setul), Cassiano Marques, no fim da tarde de 23/10, Ralph salientou que o principal trabalho de sua equipe está na inspeção que leva à elaboração de relatório com informações sobre a potencialidade e a infra-estrutura existente ou projetada pelos estados que desejam sediar a disputa desse que é o esporte mais popular do Brasil. “Pessoalmente, não vejo sentido em realizar a Copa no Brasil sem ter parte dela sendo realizada na Amazônia, até porque as belezas desta região hoje chamam a atenção e são os principais atrativos do país no mundo. Por isso, vejo com simpatia a candidatura de cidades como Manaus, Belém e Acre como candidatas a sediar os jogos da Copa!”

O vice-presidente da ABDIB fez questão de destacar que além de funcionar como cartão postal do Brasil, a Amazônia e, mais particularmente, o Estado que seja selecionado para sediar os jogos, será extremamente beneficiado. Isto porque já a perspectiva de sua realização atrai inúmeros investimentos públicos e privados que geram empregos e democratizam a distribuição da renda para a população. Além disso, as obras realizadas permanecerão servindo e beneficiando a comunidade em caráter contínuo.

Cassiano destacou o empenho do governador Binho Marques, bem como da senadora Marina Silva e do ex-governador Jorge Viana para que o Acre possa ser a sede Amazônica da Copa de 2014. “Nosso projeto está pronto e aberto para as sugestões de melhoria que venham a ser feitas pela ABDIB, porque além de sermos o melhor estado para se viver na Amazônia, também somos os que tem maior potencial para atrair torcedores e visitantes de países andinos como o Peru, Bolívia, Chile e outros. Por isso, respeitando as singularidades dos demais estados, creio que estamos um passo à frente deles”.

Números das urnas

Segundo partido do Acre
Em número de votos obtidos para prefeito, o PSDB foi o segundo partido mais bem votado nas eleições passadas. Com 60.804 votos, os tucanos ficaram atrás do PT, que obteve 122.163 sufrágios.

Mesmo assim, os tucanos elegeram apenas um prefeito - em Senador Guiomard.

Como é de domínio público, o PT foi o partido mais bem votado na disputa para vereador, com 65.305 votos. Em segundo ficou o PSB, que contou com 36.809 votos, seguido do PP, cujos candidatos tiveram 36.744.

É um aviso de como será a eleição dentro de dois anos.

Bisturi neles

Médicos reprovados
Mais de 200 médicos formados em várias universidades estrangeiras, como Cuba e Bolívia, foram submetidos a exames para tentar revalidar seus diplomas.

As provas foram aplicadas no Anfiteatro Garibaldi Brasil, na Ufac. Nenhum passou no olhar clínico da academia.

Pelos critérios adotados, os médicos deveriam obter, no mínimo, a nota 80, numa prova que valia 100.

Os mais bem classificados conseguiram, no máximo, 50. Terão que estudar um pouco mais.
Como não tiveram seus diplomas revalidados, os médicos não estão aptos a receitar nem remédios comuns, como Anador, Cibalena e Ascaridil.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Assento vazio

Uma cadeira Maldita Está tornando-se perigoso sentar na cadeira de presidente da Câmara de Vereadores de Rio Branco.

Desde Bené Damasceno (PP), que saiu do cargo após se eleger deputado estadual, quem passou pelo assento não conseguiu um novo mandato.

Para que você não pense que o blog está tentando amedrontar os possíveis postulantes, eis uma lista dos presidentes que pegaram balsa após exercer a função: Rubenício Leitão (95/96), Gisélia Nascimento (97/00), João Angelim (2001/2002), Nuno Miranda (2003/2004), Jonas Costa (2005/2006) e Pedrinho Oliveira (2007/2008).

Diante dessa suposta maldição da cadeira presidencial da Câmara, a pergunta é: quem se vai se habilitar ao cargo na próxima legislatura?

Do jeito que a coisa vai, não é bom descartar a possibilidade de Cabide ser eleito.

Outra função inglória na Câmara de Rio Branco é a de líder do prefeito. Os últimos quatro líderes não obtiveram sucesso quando foram submetidos às urnas.

Marcos Afonso (PT) foi líder de Jorge Viana, concorreu a prefeito em 1996 e perdeu.

A liderança de Mauri Sérgio (PMDB) foi exercida por Raimundo Vaz, que também embarcou na balsa.

Carlinhos Santiago (PP) liderou a bancada nas administrações de Flaviano Melo e Isnard Leite e não conseguiu sucesso.

A vítima da vez é Márcio Batista (PC do B).



segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Binho 33, Angelim 23

Binho Marques votou 33 e Raimundo Angelim votou 23.

Não, o governador e prefeito não votaram no PMN nem no PPS, partidos que têm como as maiores lideranças Sérgio Petecão e Marcio Bittar, respectivamente.

Esses são os números das seções eleitorais que as lideranças da FPA votaram.

É claro que teclaram o 13 na urna eletrônica.

A foto é de Marcos Vicentti.

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Vitória de Angelim

Previsão de Montenegro
Numa rodada com jornalistas, o presidente do Ibope, Carlos Augusto Montenegro opinou sobre os resultados das eleições em várias capitais.

Para Montenegro, Raimundo Angelim (PT) vencerá no primeiro turno em Rio Branco. Ele prevê também a vitória de Roberto Sobrinho (PT), em Porto Velho.

Daqui a pouco será divulgado o resultado da última rodada de pesquisa do Ibope em Rio Branco. Angelim deve vir muito bem.

Leia aqui.

Bichos da política

Animais em alta
Nestes dias, os animais mais procurados são o mico-leão-dourado, a onça e o peixe garoupa. Tem candidato que montou zoológico somente com essas três espécies.

Vai demorar muito para a compra e venda de voto entrarem em extinção.
Maior desmatador
O único acreano incluindo na lista dos 100 maiores desmatadores da Amazônia divulgada pelo Ministério do Meio Ambiente é natural de Feijó.

Chama-se Cosmo de Souza Leite o acusado de desmatar 2.051 hectares e que tem uma dívida de mais de R$ 3 milhões.

Cosmo de Souza Leite seria apenas mais um desmatador se não houvesse um fato interessante na sua família: o seu irmão gêmeo, Damião de Souza Leite, é fiscal do Ibama.

Confira a lista aqui.

Futebol na Aldeia

Rio Branco e Brasil ao vivo
Esse blog ficou vários dias sem ser atualizado porque eu estava fazendo um trabalho no interior do Estado, em Feijó e Tarauacá.

Volto à ativa hoje com uma notícia sobre futebol. No sábado, a TV Aldeia irá transmitir o jogo de estréia do octogonal decisivo da Série C, contra o Brasil de Pelotas.

As imagens serão geradas pela emissora gaúcha RBS.

Os xapurienses estão animados porque acham que o jogo de volta contra a turma de Pelotas será disputado na Princesinha do Acre.

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Vitória no TSE

Josemir Anute vai
permanecer no mandato
O deputado Josemir Anute (PR) permanecerá no cargo até que o mérito da decisão do TRE que lhe tirou o mandato seja votado no TSE.

Essa foi a decisão proferida hoje à tarde pelo ministro Arnaldo Versiani, que concedeu liminar e suspendeu os efeitos do acórdão da Justiça Eleitoral do Acre.
.
Arnaldo Versiani valorizou, em sua decisão, os votos dos juizes Jair Facundes e Denise Bonfim, que foram contrários à perda de mandato por parte de Josemir Anute.

“De outra parte, impressiona o aspecto ressaltado no voto do juiz Jair Araújo Facundes a apontar que o próprio partido de origem da parlamentar teria manifestado apoio à pretensão dela assumir a vaga no TCE”, escreveu o ministro.

Em seu voto, Jair Facundes argumentou que tanto o PT quanto a Aleac deram apoio para que Naluh Gouveia, que era detentora do mandato, assumisse o cargo de conselheira do TCE..

“Nos termos da Resolução TSE 22.610/2007 e da ampla discussão travada no STF, a infidelidade se caracteriza quando o parlamentar contraria diretrizes do partido, troca de partido ou simplesmente se defilia para atender a interesse pessoal, personalíssimo", disse o magistrado acreano.
A decisão foi favorável a Josemir Anute, mas o ministro errou no cargo do parlamentar. Leia o que ele escreveu:

“Defiro a cautelar, a fim de suspender os efeitos do acórdão regional até o julgamento do recurso por este Tribunal, devendo o vereador requerente permanecer no exercício de seu mandato”.

Essa reviravolta no processo comprovou que a mesa diretora da Aleac agiu certa ao não empossar o suplente petista Merla Albuquerque, que ganhou a causa na Justiça acreana. Esse processo reserva vários embates eleitorais.

O presidente do TRE, Samoel Evangelista, foi comunicado da decisão proferida pelo ministro Arnaldo Versiani. Deverá comunicar à mesa diretora da Aleac amanhã.
Vice a escolher
Edivaldo Guedes ficou fora da disputa para prefeito.

O PAN, o partido pelo qual pretendia concorrer, aposentou-se ao ser fundido com o PTB.

Mesmo assim, o inquieto “Jovem” mandou afixar placa nas duas entradas da sua propriedade na Estrada da Floresta e na Via Verde.

O detalhe é que ele colocou que o seu candidato a vice seria “A escolher”.

Essa é nova.

A foto é da jornalista Ana Paula Batalha.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Um brilho na Câmara Por oito anos, Maurício George Rosa foi assessor parlamentar.

Quando o patrão perdeu o emprego e partiu de balsa para Manacapuru, preferiu ficar por perto da Aleac.

Há 11 anos é flanelinha no Centro de Rio Branco.

É presidente da Associação dos Guardadores e Lavadores de Carro.

Com o nome de guerra “Maurício Flanelinha”, pretende se eleger vereador e dá um brilho na Câmara.

A democracia é linda pela possibilidade que dá para todos se posicionarem.

Agora, você já pensou como seu nome ficaria divulgado se todos os carros que ele olha e lava passassem a utilizar o seu adesivos?
A foto é de Marcos Vicentti.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

Diretor da PF no Acre
O diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Corrêa, virá ao Acre amanhã. Participará da inauguração do sistema de monitoramento da instituição em Rio Branco e assinará acordos de cooperação com o governo do Estado.
Negócio da fronteira
É incrível a facilidade que as pessoas encontram para burlar a legislação e conseguir tirar proveito com isso.

Na região de fronteira, especificamente em Brasiléia e Epitaciolândia, cidadãos e cidadãs com um pouco mais de dinheiro estão faturando grana extra aproveitando o câmbio favorável do Brasil em relação à Bolívia.

Os brasileiros com cartão internacional fazem o saque do dinheiro que têm em banco no Brasil do outro lado do rio.

Em Cobija mesmo fazem a troca no câmbio. Depois, fazem a transação inversa.

O problema será quando o Fisco começar a aperta o cerco. A mordida do Leão vai deixar os “espertinhos” doentes.
Montana nas alturasMontana Jack é pequeno, mas não é pedaço.

Está a cargo dele a missão de fixar as bandeiras com o número 33 na casas e árvores em Rio Branco.

Em vários casos, o anão sobe nos últimos galhos de árvores muito altas.

Na foto, o escudeiro do deputado federal Sérgio Petecão (PMN) aparece em cima de um caminhão segurando os bambus.

quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Ficha suja

STF toma decisão limpa
Ao derrubar a ação da Associação dos Magistrados do Brasil (AMB), os ministros do STF tomaram uma decisão limpa.

É descabido querer que pessoas condenadas em primeira instância sejam impedidas de concorrer a cargos eletivos. A entidade que representa os juízes entrou de forma enviesada no debate.

O ministro Celso de Mello, relator da matéria, foi muito feliz quando argüiu o princípio da presunção da inocência na hora do seu voto.

Ninguém pode ser considerado efetivamente culpado até que o processo tenha percorrido a todas as instâncias.

O que causou estranheza foi a omissão da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em toda a polêmica envolvendo os chamados políticos “ficha suja” e a AMB.

Em tese, era esperado que a entidade dos advogados criticasse os magistrados. Ocorre que não pega bem criar polêmica contra quem julga.

A quantidade e a qualidade

A importância das pesquisas
Os candidatos a prefeito, certamente, devem estar com pesquisas em mãos. Mas, para quê serve a pesquisa quantitativa?

Os números são importantes para saber quantos eleitores cada candidato tem, qual o percentual de indecisos e a quantidade que não vota de forma alguma em determinada candidatura.

As primeiras ações da campanha devem ser voltadas para assegurar as pessoas que declararam voto, haja vista que uma regra clara para quem pretende vencer a eleição é não perder voto. Segundo os marqueteiros mais experimentados, é em cima desse público que será aplicada a pesquisa qualitativa.

A pesquisa quantitativa é importante, mas é a qualitativa que norteia a campanha profissionalizada.

São os grupos de pessoas de vários segmentos que apontam os pontos fortes e fracos dos candidatos e, a partir dos resultados, é que os rumos são traçados.

Há muitos anos a FPA trabalha com pesquisa qualitativa.

A campanha de Raimundo Angelim (PT), em Rio Branco, é minuciosamente planejada. Essas pesquisas são feitas com freqüência pelos seus marqueteiros. É por isso que há poucos erros.

Até o fim do mês, a TV Acre, afiliada da Rede Globo de Televisão no Estado, deverá anunciar os primeiros números na corrida pela prefeitura de Rio Branco.

O anúncio foi feito ontem num dos seus telejornais.

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Multa a Petecão

Ônibus não pagam
valor da multa Sérgio Petecão (PMN), que na foto aparece dançando com uma eleitora, dançou. O deputado declarou à Justiça Eleitoral que cada um dos seus dois ônibus vale R$ 8 mil.

Somados os valores dos automóveis não dá para pagar a multa que lhe foi aplicada pelo TRE por ter, supostamente, realizado campanha eleitoral antecipada, que foi de R$ 21,2 mil.

Ensina a sabedoria popular que a Justiça tarda, mas não falha. Nesse caso dos ônibus de Sérgio Petecão ela tardou demais.

Os veículos rodavam há mais de doze anos, fazendo o transporte de evangélicos, atletas amadores de futebol e de familiares em enterros.

Nesse período, várias eleições foram realizadas. São essas coisas que dão margem para comentários maldosos.

Após a divulgação da sanção judicial, o pessoal do comitê da Coligação 100% Popular amanheceu triste. Numa campanha como poucos recursos, R$ 21,2 mil fazem muita falta para pôr o bloco na rua.

Por telefone, o deputado federal Sérgio Petecão adiantou que vai recorrer contra a decisão do TRE acreano. Disse também que, caso perca nas instâncias superiores, irá tentar pagar a multa de forma parcelada. Se o parcelamento puder ser em até 30 meses será o ideal.

Se Petecão foi multado por fazer propaganda eleitoral antecipada, significa dizer que o deputado federal, agora, pode rodar com os seus ônibus?

Não é demais lembrar que a decisão da Justiça aconteceu antes de a campanha ser liberada.

Josemir perde mais uma

TRE acreano ratifica decisão
sobre mandato de Naluh
Hoje à tarde, ao rejeitar o embargo declaratório movido pelos advogados de Josemir Anute (PR), os juízes do TRE apenas ratificaram a decisão que havia transferido o mandato do republicano para o suplente petista Merla Albuquerque.

Os advogados de Josemir Anute, no fundo no fundo, sabiam que não lograriam êxito na Justiça Eleitoral acreana. Queimaram apenas uma etapa para poder subir até o Tribunal Superior Eleitoral, onde impetrarão recurso para tentar rever a decisão.

Após a publicação do acórdão, previsto para a próxima sessão no TRE, o prazo para Merla Albuquerque ser empossado começa a contar.

Para evitar a posse, os advogados de Josemir Anute deverão entrar com uma medida cautelar no Tribunal Superior Eleitoral, solicitando que o petista não seja empossado até que o recurso seja julgado. É provável que obtenham sucesso.

Merla Albuquerque poderá assumir, mas vai demorar. Serão esgotadas todas as possibilidades jurídicas e políticas. A seu favor, o petista tem o fato de a decisão da Justiça Eleitoral acreana ter sido tomada com base na resolução do TSE que disciplina a questão da fidelidade partidária.

Desfalque no gramado

Gancho no Mário
O torcedor que for ao Estádio Arena da Floresta amanhã, assistir ao jogo do Rio Branco contra a Luverdense, não poderá ver o bandeirinha Mário Jorge em ação.

O auxiliar acreano levou um ganho de 30 dias importo pela comissão de arbitragem da CBF.

O gancho a Mário Jorge foi imposto com base no relatório do observador da CBF no Acre, Wanderley Coelho, que foi auxiliar durante anos, mas não tinha essa categoria toda na arbitragem.

O Coelho acreano declarou que o assistente mostrou deficiência técnica na outra partida do Rio Branco contra a Luverdense.

terça-feira, 29 de julho de 2008

Eleições limpa

Denúncia celular
Vem do Amapá uma iniciativa inteligente para fiscalizar e coibir fraudes eleitorais.

O eleitor poderá fotografar ou filmar, com o próprio celular, crimes eleitorais e enviar as imagens para o Tribunal Regional Eleitoral daquele Estado.

Trata-se do Projeto Fiscal da Democracia, que será implantada pela Justiça Eleitoral amapaense.

As informações completas estão no site do Chico Bruno:
http://www.chicobruno.com.br.

A idéia poderia ser copiada pelo TRE acreano.
Uma bomba
Comentário de um torcedor vascaíno sobre o fraco desempenho do Vasco da Gama no Campeonato Brasileiro: “O Roberto Dinamite na presidência está deixando o nosso time uma bomba”. A continua assim, o time vai estourar na segunda divisão.

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Bervely Hills acreana Não se assuste. Esta é uma imagem que a maioria dos acreanos desconhece.

É uma prova de que o Acre tem suas mansões e seus ricos.

Num sobrevôo em Rio Branco, o repórter fotográfico captou como moram bem as pessoas na Chácara Ipê.

É a Bervely Hills tupiniquim.


quarta-feira, 23 de julho de 2008

Badate na campanhaO empresário João Batista Badate deu um tempo nos seus afazeres empresariais e na Junta Comercial do Acre para ir prestigiar o prefeito Raimundo Angelim (PT), ontem, às 10h30.

Mesmo com a camisa azul, Badate tem o coração petista há muitos anos e não poderia perder a inauguração do comitê do companheiro.




A coluna

Poronga
“A adoração do poder ofusca o julgamento político. Quem está vencendo no momento sempre parece invencível.” George Orwell
Modelo Sarah
A novidade no segundo semestre virá da área de saúde. O governo prepara a criação de uma paraestatal baseada no modelo da Rede Sarah Hospitais do Aparelho Locomotor, a mais conceituada do Brasil. O nome da similar acreana será Serviço Social de Saúde.


Ponto importante
Um dos principais pontos do Serviço Social de Saúde será o de agilizar a contratação de especialistas em diversas áreas, dando a eficácia e a velocidade que o setor privado tem para esse tipo de necessidade. Outro ponto importante é que esses profissionais poderão, por tempo determinado, fazer atendimentos no interior do Estado.


Estabilidade
Embora vá ter seu próprio quadro de pessoal, a parestatal não mexerá com os atuais servidores da Secretaria de Estado de Saúde, que têm sua situação funcional estável. Nem os considerados não-estáveis, que foram contratados sem concurso após a promulgação da Constituição, serão atingidos.


Hora da campanha
Ex-presidente do Sintesac, o vereador Luiz Anute (PPS) envereda pelo lado errado quando tenta garantir a reeleição por meio de incentivo à greve dos funcionários em Saúde. O diálogo constante ainda é o melhor caminho para os funcionários conseguirem vantagens salariais e trabalhistas.


Canto de liberdade
Por alguns minutos, 12 detentas do Pavilhão Desembargador Lourival Marques, da Penitenciária Francisco de Oliveira Conde, sentiram-se livres por meio do canto. Acompanhadas pela Orquestra do Acre e pela cantora Ivana Pacífico, soltaram a voz para cantar o Hino Acreano. Foi o ponto alto da solenidade que marcou a entrada dos funcionários do quadro efetivo do Iapen. Após a apresentação, foram aplaudidas de pé por todos os presentes ao Teatro Plácido de Castro.


Tarde de emoção
O evento do Iapen serviu para mostrar o quanto as pessoas ainda valorizam um emprego público. A maioria dos aprovados levou os familiares. Teve mãe que glorificou a Deus no instante em que a filha assinou o contrato. A tarde-noite de segunda-feira, 21, foi histórica e emocionante. Pena que não tenha merecido o destaque merecido na imprensa.


Cidade cenográfica
A minissérie “Amazônia - de Galvez a Chico Mendes” terminou há mais de um ano. Chegaram a anunciar que as cidades cenográficas seriam transformadas em pontos turísticos. O que está faltando mesmo para isso acontecer, hein?


Ódio e rancor
Candidato à reeleição, o prefeito de Capixaba, Joais Santos (PT), escolheu um slogan que depõe contra sua administração. A frase de campanha é: “Para governar sem ódio e sem rancor”. Quem está governando não é ele mesmo?


Nome da escola
A coluna informou que Binho Marques iria inaugurar a escola Craveiro, sexta-feira, em Cruzeiro do Sul, no bairro da Baixa. A assessoria do governador não confirmou sua presença no município, mas informou que a inauguração, quando houver, será no bairro do Remanso. Valeu!


Assessoria no Judiciário
A maioria dos órgãos do Judiciário acreano não gosta de contratar jornalista para trabalhar na Assessoria de Comunicação. Além do TRE, onde um advogado cumpre esse papel, a Justiça Federal tem uma cerimonialista como assessora. O colunista telefonou para o órgão e perguntou sobre a função da moça. A resposta do telefonista: “Ela não é jornalista não. Só faz assessoria de imprensa mesmo”. O Sinjac é pequeno, mas não pode ter medo de se posicionar contra essas situações.


Eleições limpas
É sorte das candidatas que a Justiça Eleitoral não tem poder para interferir nas eleições da Ufac. O processo eleitoral pode ser tudo, menos limpo. Vale tudo para conseguir chegar à Reitoria. Os exemplos eleitorais oriundos da academia não devem, em circunstância alguma, ser copiados para o conjunto da sociedade.


Bafômetro individual
Atenção, pessoal adepto da bebida alcoólica! Chegou a Cobija o bafômetro individual. A pessoa pode comprá-lo e levá-lo para a mesa do bar para controlar o teor alcoólico ingerido. A cada copo bebido, cabe fazer um teste. A novidade pode ser testada na Expoacre.


Divergência no horário
Quando foi governador, Jorge Viana ficou conhecido por sempre chegar aos eventos atrasado. Por outro lado, seu irmão, o senador Tião Viana, além de ter a pontualidade como marca, é autor do projeto de lei que adiantou o horário do Acre em uma hora. Seria demais querer que combinassem em tudo.


Meta ambiciosa
Os petistas em Rio Branco estão com uma meta ambiciosa na disputa para vereador. Querem aumentar a bancada em 300%. Além de reeleger Maria Antonia, esperam conquistar mais três cadeiras na Câmara de Vereadores.


Vaga de menos
Com os dois do PC do B, a coligação comunistas e petistas pretende eleger seis vereadores. A coligação PMN/PMDB/PPS também fala em eleger meia dúzia. Por essas contas, vai faltar vaga na Câmara de Rio Branco.


Duas pesquisas
O pessoal da FPA fechou duas pesquisas - uma em Tarauacá, outra em Feijó. Na primeira, a situação é favorável ao comunista Chagas Batista. Na segunda, está complicada para o petista Juarez Leitão.


Entrada da tropa
A avaliação dentro da FPA é de que a tropa de elite da coligação tem que entrar com força para ajudar Juarez Leitão. Um desses integrantes da tropa é o ex-governador Jorge Viana.


Dupla filiação
Eluzimar Alencar não foi candidato a vereador porque apareceu com filiação no PMN e no PV. Outra história é desprovida de fundamento. Alencar foi um bom diretor da Emurb e não pode entrar em conversa furada.


Investigação de vândalos
Membros da FPA em Tarauacá entraram na Justiça pedindo investigação contra as pichações em muros com propagandas do adversário Vando Torquato (PP). Há suspeita de que o ato de vandalismo foi provocado pelos apoiadores do progressista.


PPS em campo
Marcio Bittar vai entrar na campanha de Sérgio Petecão. Sábado, o PPS realizará festa para mostrar a força do partido ao deputado federal. O evento será na Aseel.


George e Alysson
George Pires (PP) desistiu de concorrer à reeleição. O vereador, no entanto, vai apoiar a candidatura do odontólogo Alysson Bestene. A conversa que definiu a aliança foi formalizada esta semana.


Dias da largada
Tanto Raimundo Angelim (PT) quanto Sérgio Petecão (PMN) darão a largada oficial de campanha em agosto. O primeiro será dia 13. O segundo, dia 6, no bairro Seis de Agosto.

terça-feira, 22 de julho de 2008

Rodovia do Pacifico

À espera do progressoA Estrada do Pacifico foi construída para servir como um dos principais corredores de exportação para os mercados asiático e europeu.

Ao menos esse foi o discurso à época da construção e da inauguração. Por enquanto, as grandes carretas e caminhões ainda não pegaram a estrada.

O que se vê são sinais do passado, por meio dos carros de boi.

Já foi denunciado também que pela BR-317 é que chega a droga para abastecer as nossas cidades. É o corredor do tráfico.

A foto é de Odair Leal.

Divergência no horário
Quando foi governador, Jorge Viana ficou conhecido por sempre chegar aos eventos atrasados.

Por outro lado, o seu irmão, o senador Tião Viana, além de ter a pontualidade como marca, é autor do projeto de lei que adiantou o horário do Acre em uma hora.

Seria de mais querer que combinassem em tudo.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Lei Seca

Proteção divinaNão estranhe se aumentar a quantidade de veículos com frases tipo “Deus é fiel” e “Jesus reis dos reis”.

Não é que os motoristas resolveram tornassem religiosos de uma hora para outra.

Trata-se de uma estratégia dos “pés-inchados” para fugir do bafômetro.

Os motoras não podem esquecer de pôr uma Bíblia no painel do carro. Afinal, já foi dito que Deus protege as crianças e os bêbados.

A foto é de Regiclay Saady


Artigo da Marina

MARINA SILVA
Destravar o olhar
O LICENCIAMENTO ambiental para empreendimentos potencialmente poluidores consolida-se no Brasil a duras penas, mesmo garantido em lei desde 1981 e na Constituição de 88. Durante esses anos, setores dos governos, da iniciativa privada e da sociedade civil esforçaram-se para implementá-lo, em meio a grandes embates.

Hoje, nem os mais críticos ousam descartá-lo, mas alguns ainda apresentam estudos de baixa qualidade ao solicitar licenciamento.

Por outro lado, aumenta o número de adeptos da inserção de uma sólida variável de qualidade ambiental e eqüidade social nos seus empreendimentos. O tripé setor público, setor privado e sociedade civil tem passado por testes decisivos, com importantes lições. Foi assim na BR-163, na transposição do São Francisco e nas usinas do rio Madeira. Quando se fala em destravar o Ibama, corre-se o risco de passar a idéia errônea de que a fonte de problemas está apenas no setor público.

O perigo de lidar com coisas complexas é o de falar parte da verdade como se fosse a verdade inteira. Isso não ajuda a ter visão correta do conjunto nem a obter respostas de valor universal. Ajustes são necessários, mas da parte de todos os envolvidos. Quando se põe o peso unicamente numa perna, desequilibra-se a análise e a solução. Não se percebe que o mais relevante para o Brasil é desenvolver-se com preservação e preservar com desenvolvimento.

Nos últimos cinco anos, o número anual de licenças expedidas saiu da média de 150, entre 1999 e 2002, e foi para 367, em 2007. No último relatório do PAC, nenhuma obra de grande porte estava em situação preocupante por falta de licenciamento ambiental federal.

Estudo recente do Banco Mundial sobre licenciamento de hidrelétricas no Brasil, nos últimos dez anos, mostrou o prazo médio de 3,4 anos até a autorização para início das obras. No Canadá, chegou a algo em torno de 4 a 5 anos. Nos Estados Unidos, 30% menos. De maneira geral, os prazos praticados no Brasil estão na média internacional, mas foi apontada demora de 1,1 ano na definição do Termo de Referência, primeira fase do processo. É muito. Motivo: dificuldade em montar a equipe técnica. Daí o concurso público acordado com o Ministério do Planejamento e agora anunciado.

O ministro Minc está dando continuidade às medidas tomadas nos últimos anos pelo governo e criando outras igualmente importantes.

O que precisamos fazer é cuidar para não cair na armadilha de falsas polêmicas e na tentação de dizer o que parte da sociedade quer ouvir, pois isso pode prejudicar nosso objetivo comum: o aumento da agilidade sem a perda de qualidade.

contatomarinasilva@uol.com.br

sábado, 19 de julho de 2008

Separados na maternidade

Zezé cover Os deputados não fizeram tanto sucesso em Manuel Urbano quanto João Paulo Almeida.

O secretário-executivo adjunto da Aleac foi fotografado, filmado e paparicado pelas mocinhas do município.

Tudo porque as meninas acharam-no parecido com o cantor Zezé di Camargo.

Essa semelhança havia sido detectada pelo editor do blog há um bom tempo. Mas você pode conferir na montagem que publicamos agora.

Veja se dá para distinguir quem é quem.

Esse negócio de semelhança com Zezé di Camargo está virando moda.

Sexta-feira, o motorista do vereador Márcio Batista (PC do B), Manoel Francisco, foi buscar o patrão numa emissora de televisão e a atendente falou da sua suposta semelhança com o cantor.

Sem perder o rebolado, ele cantou a música “É o amor” e arrematou: “Se você votar no meu candidato, eu te dou um autógrafo”.

Manoel é gente boa, mas não se parece nada com um dos filhos de Francisco.


Edvaldo pontua
Edvaldo Magalhães (PC do B) pontuou em se blog -
http://aleac.ac.gov.br/aleac/edvaldomagalhaes - o que falou na entrevista coletiva de sexta-feira sobre a polêmica decisão do TRE, que tirou o mandato de Josemir Anute (PR) para entregar a Merla Albuquerque (PT). Vale a pena dar uma boa lida.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

Imagem do interior

Parada de ônibusO que o leitor está vendo é, literalmente, um ponto de ônibus.

A cobertura do velho coletivo foi improvisada para proteger os passageiros do sol e da chuva em Brasiléia.

O repórter fotográfico Odair Leal, que não perde a viagem, fez o registro.

Caso Merla

Edvaldo falou pela FPA
O que Edvaldo Magalhães (PC do B) falou hoje sobre a decisão do TRE que tirou o mandato de Josemir Anute (PR) para entregar a Merla Albuquerque (PT) deve ser entendido além das palavras.

Ele não falou apenas como presidente da Aleac. Também se manifestou como um dirigente que participa do núcleo de decisões da FPA.

Edvaldo Magalhães tratou a questão sobre o ponto de vista político. Disse que não vai entrar em conflito com o TRE, mas que a decisão dos juízes afronta o processo democrático porque não respeita os resultados das urnas.

Edvaldo Magalhães afirmou que não é possível, depois do que foi decidido, “selar a paz dos cemitérios”.

Segundo ele, a decisão da Justiça Eleitoral acreana trouxe conseqüências na vida democrática e terá implicações no cenário político. É verdade. Vai ficar difícil formar coligação.

Uma observação pertinente feita pelo presidente da Aleac é que a briga judicial não se trata apenas se o mandato ficará com Josemir Anute ou Merla Albuquerque.

O que está em jogo, na verdade, são as regras sobre as quais os partidos pactuaram as coligações no processo eleitoral. “A decisão traz insegurança jurídica”, comentou.

Magalhães afirmou que vai cumprir a decisão judicial, mas prevê que ainda haverá várias batalhas nos tribunais.

A foto é de Odair Leal.

quarta-feira, 16 de julho de 2008

Polêmica judicial

Edvaldo fala sobre perda
de mandato de Josemir
Sexta feira, às 10 horas, o presidente da Assembléia Legislativa, Edvaldo Magalhães (PC do B), concederá entrevista coletiva na sede provisória do poder, no prédio da Secretaria da Fazenda.

Falará sobre a decisão do pleno do TRE, que investiu no mandato deixado por Naluh Gouveia o petista Merla Fernandes em detrimento de Josemir Anute (PR).

Até o final da tarde de ontem, uma semana após a decisão da corte eleitoral, a Assembléia ainda não tinha sido notificada da decisão.

Enquanto o processo corria, Magalhães já havia se manifestado acerca do tema. Era da opinião de que o mandato pertencia a Josemir Anute. Não deve ter mudado de posição.

Transporte alternativo

Bicicleta de mudançaEsse ai não se aperreou para fazer a mudança.

A bicicleta cargueira foi fundamental para que o homem pudesse transportar os seus móveis de uma casa para outra.

Como precisaria descansar após a trabalheira, uma das primeiras providências foi levar a cama de solteiro.

O repórter fotográfico Odair Leal estava em Tarauacá, não dormiu no ponto, e registrou o momento inusitado do cotidiano das nossas cidades.


terça-feira, 15 de julho de 2008

Aeroporto de Cruzeiro

Lula no Acre em setembro
O terminal de passageiros de Cruzeiro do Sul deverá ser inaugurado em setembro com a presença do presidente Lula.

O chefe da Nação virá no famoso AeroLula, avião que provocou vários debates quando foi adquirido pela Presidência da República.

O atual terminal de passageiros de Cruzeiro do Sul tem 28 anos. Foi inaugurado em abril de 1980, pelo então governador Joaquim Falcão Macedo.

Dois turnos

TSE confirma mais de
200 mil eleitores em Rio Branco
A quantidade de eleitores informada pelo TSE apenas confirmou o que este blog deu em primeira-mão há mais de um mês: Rio Branco tinha mais de 201 mil eleitores. O número oficial é de 201.620 pessoas aptas a votar no dia 5 de outubro.

O TSE também apurou que o Acre tem mais mulheres eleitoras do que homens. São 221.925 pessoas do sexo feminino contra 221.198 do masculino. Essa maioria, no entanto, não garante uma bancada forte de mulheres nas Câmaras.

Um detalhe da estatística do TSE talvez explique o porquê de muitas pessoas trocarem o voto por benefícios oferecidos pelos candidatos ou governos: a maioria, 137.777 eleitores, tem o ensino fundamental incompleto.

Em tese, a oposição ganhou o primeiro round, que foi a garantia de que Rio Branco teria mais de 200 mil eleitores. O próximo passo é lutar para levar o pleito para um segundo turno. O que não será fácil.

Alma do negócio

Dicionário e gramáticaO panfleto informa que o cliente que comprar na distribuidora concorrerá a prêmios, como garrafões de água completos, ferro de passar roupas e jogo de panela.

Pela quantidade de erros ortográficos e gramaticais anúncio, o comerciante bem que poderia ser presenteado com um dicionário e uma gramática.

segunda-feira, 14 de julho de 2008

Eleição em Cruzeiro do Sul

Rumo à decolagem
Pelas ruas de Cruzeiro do Sul, o comentário corrente é que a provável inauguração do novo aeroporto internacional no município em setembro servirá para ajudar a candidatura de Zinho Santos (PP) a prefeito decolar.

Os adversários de Zinho Santos, no entanto, comentam que o progressista não viajará de avião.

Afirmam que o candidato a prefeito pela FPA nem terá despesas com a passagem porque é proprietário de balsa.


Política também é gostosa pelas gozações, mas Zinho não está fora do páreo. Numa eleição pulverizada por várias candidaturas tem chances de vencer.

Mandato de Josemir

Luz acessa na Frente Popular
Binho Marques não ficou parado após a decisão do TRE que tirou o mandato de Josemir Anute (PR) e transferiu para Merla Albuquerque (PT).

Na sexta-feira passada, o governador reuniu lideranças da FPA para debater a questão e as suas repercussões políticas. Ficou certo que as devidas providências jurídicas serão tomadas.

A preocupação de Binho tem sentido. Afinal, a decisão do TRE é um choque de voltagem gigantesca na FPA.

E outras palavras, os juízes deixaram claro que a coligação serve apenas para a disputa eleitoral e que se encerra após conhecido o resultado e proclamado os eleitos.

O juizes eleitorais disseram que a Frente Popular existe apenas de fato, não tendo amparo na ciência do Direito.

A perda de mandato de Josemir Anute, faltamente, terá repercussão eleitoral, principalmente em Rio Branco.

Os demais deputados da base aliada ficarão com os dois pés atrás, por entender que não contam com uma salvaguarda das maiores lideranças da FPA. Podem pensar que estão sendo usados para o crescimento de uma única agremiação política.

O recesso parlamentar servirá para tentar ajeitar as coisas, mas uma decisão da maioria dos membros de uma corte eleitoral não se reverte com tanta facilidade.


Péssimo conselho

Rolo dos carros e o
candidato a conselheiro
Um dos candidatos a conselheiro do Tribunal de Contas do Estado que mais brigou contra a nomeação da ex-deputada Naluh Gouveia para o cargo pode ser um dos envolvidos na compra ilegal de carros por meio de ações podres da Vale do Rio Doce.

Segundo fonte da coluna, o moço fez as contas erradas e teria comprado duas SW 4, da Toyota.

O senhor que queria ser conselheiro, segundo a mesma fonte, é extremamente econômico. É tanto que pagou um curso de cabeleireira para a sua empregada doméstica para que a moça também fizesse o trato da sua cobertura capilar.
Financiamento de campanha
Ilderlei Cordeiro (PPS) encontrou um financiador forte para a sua campanha.

O “homem do dinheiro” alugou uma gráfica em Rio Branco pela bagatela de R$ 300 mil.

O mais interessante é que o governo da FPA, de forma indireta, está financiando o adversário do candidato da coligação em Cruzeiro do Sul.

Uma vaga de deputado federal é o Xis da Questão.

Artigo da Marina

MARINA SILVA
Cereja sem bolo
AS RODADAS internacionais de negociações sobre aquecimento global, salvo exceções, viraram rotina de fracassos ou quase-fracassos que, longe de causar incômodo, parecem estratégia calculada de protelação de responsabilidades. O último capítulo foi a reunião do G8 (Japão, Estados Unidos, Alemanha, Reino Unido, França, Canadá, Rússia e Itália). A maioria das análises sobre o evento repete o mantra: aquém das expectativas, pífio, vago.

Quando os países mais ricos (G8) se reúnem com os menos pobres (China, Índia, Brasil, México e África do Sul, o G5) para tratar de economia ou segurança, sempre há expectativa de ocorrer algo substancioso. Quando são temas sociais ou ambientais, fica a sensação de que a montanha deu à luz um calango. Por que problemas tão graves não suscitam urgência verdadeira e resultados palpáveis, como suscitaria uma guerra? Se os senhores do mundo ajustassem as lentes, veriam que também nesse caso há uma guerra e as vítimas são todas as formas de vida no planeta.

Suspeito que suas lentes não funcionem porque talvez considerem degradação ambiental e miséria fenômenos normais, e as negociações ambientais, coisa de segunda linha. Como se fossem a cereja de um bolo oco, ou uma cereja sem bolo.

Às portas da eleição americana, o G8 fala em reduzir 50% das emissões de gases do efeito estufa até 2050. Metas genéricas dizem muito pouco. Se fossem para valer, o grupo teria assumido metas intermediárias, como propõe o IPCC. A data 2050 é mero fetiche; daria no mesmo se fosse 2040 ou 2060, 2070... O que falta é recheio.

Na última reunião de Bali, o Brasil propôs que compromissos internos sejam mensuráveis, verificáveis, reportáveis e submetidos a acompanhamento externo. Parte dos países em desenvolvimento vai por esse caminho, embora Índia e China tenham recuado ante a relutância de EUA e União Européia em fixar metas intermediárias.

A posição refratária dos países ricos serve de escudo para a inércia dos demais, que, às vezes, fazem ótimos discursos, mas parecem confiar na discordância dos "grandes" para não ter que ir além disso.

Ou seja, o barquinho de gelo continua derretendo e a água em volta está cada vez mais quente. Todo mundo vai sair escaldado.

Repetimos os mesmos erros, achando que apenas mais tecnologia resolverá tudo. Não percebemos o nosso modo de ser inadequado como o maior problema. Daí fica essa repetição neurótica de comportamentos, que não dá base para a concretização das propostas. Elas deveriam circular, transitar para a mudança, ainda que esteja muito difícil.

contatomarinasilva@uol.com.br

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Brinde presidencial

Lula pode beber;
ele tem piloto e motoristaA sorte do presidente Lula é que ele não voltará para o Brasil pilotando o AeroLula.

O presidente que sancionou a Lei Seca aparece em público bebendo e brindando com o presidente do Vietnam, Nguyen Minh Triet.
Lula tem piloto de avião e motorista de carro à sua disposição. Pode beber a vontade, sem o risco de ser pego pelo bafômetro.

As barbeiragens que faz no comando do país são provocadas por outros fatores não-etílicos.


Mundo da lua

Astronauta brasileiro
visita Cruzeiro do SulO tenente-coronel da reserva da Força Aérea Brasileira Marcos Pontes esteve no Acre esta semana. Foi a Cruzeiro do Sul participar da Operação PERBRA III, que objetiva o treinamento das Forças Aéreas do Brasil e do Peru.

Marcos Pontes foi o primeiro brasileiro a fazer uma viagem espacial. O militar falou do valor da Amazônia Brasileira e comentou da visão que teve sobre ela no espaço, quando participou da missão internacional.

"É uma região que chama muito a atenção vista do espaço. É uma coisa que dar muito orgulho você saber que essa região é nossa, que temos tantas coisas aqui, tantos recursos, tantas possibilidades pra um futuro incerto da humanidade de um planeta como um todo”.

A matéria completa está no site
http://www.tribunadojurua.com.

quarta-feira, 9 de julho de 2008

Juiz federal ameaça
prender Júnior Betão
Réu em um processo onde é acusado de sonegação fiscal, o ex-deputado federal Júnior Betão (PR) foi intimidado por edital publicado no Diário Oficial do Estado da última terça-feira. A intimação feita pelo juiz federal Jair Facundes deixa transparecer que o ex-parlamentar estaria evitando a Justiça.

A audiência será realizada somente no dia 9 de outubro, quatro dias após as eleições municipais. Jair Facundes manda o ex-deputado ser intimado dentro de cinco dias e arremata: “Em face dos indícios de que o réu oculta-se, voltem-se os autos conclusos após a data do interrogatório para exame da prisão do acusado”.

terça-feira, 8 de julho de 2008

Mandato de Naluh

Merla está ganhando
por três a dois no TRE
Hoje à tarde, o advogado Odilardo Marques foi para a sede do TRE certo de que perderia a ação em que representa o suplente de deputado Merla Albuquerque (PT).

Albuquerque pleiteia o mandato que pertenceu à conselheira do TCE Naluh Gouveia, mas por hora é exercido por Josemir Anute (PR).

Marques se enganou. Saiu com da sede da corte com a sensação de vitória. Os juizes Maria Penha e Ivan Figueiredo votaram a favor de seus argumentos. O placar está três a dois.

Nesta história toda, uma coisa que ainda não ficou clara para a opinião pública é que Merla Albuquerque não representou contra Josemir Anute.

A representação foi feita contra Naluh Gouveia, em dezembro do ano passado quando o suplente alegou que a ex-deputado deixou o partido sem justa causa.

Em tese, quem deveria ter entrado com representação contra Naluh Gouveia seria o PT. Mas, como o partido não tinha interesse, Merla Albuquerque se posicionou dentro do prazo legal, conforme disciplina o artigo 1, parágrafo 2º, da Resolução nº 22.610/2007, do TSE.

Embora seja público que Naluh Gouveia não foi infiel e, por força de lei, precisava se desfiliar do partido, a Resolução do TSE não abre brecha para que a sua saída seja justificada.

A conselheira poderia sair nos seguintes casos: incorporação ou fusão de partido, criação de novo partido, mudança substancial ou desvio reiterado do programa partidário ou grave discriminação pessoal.

O próprio TSE já decidiu que o mandato é do partido e que as coligações são formadas por tempo certo e para fins específicos de cada eleição, não subsistindo após a eleição. Há várias decisões neste sentido.

A decisão do TRE sobre o mandato que foi de Naluh Gouveia ficará para a próxima semana porque o juiz Maurício Hohenberg pediu vista do processo.

A coluna acredita que seu voto empatará a peleja em três a três. Confirmado o empate, o presidente da corte, Samoel Evangelista, dará o voto de minerva.

Um Ninja vermelho nas ruas
O Ninja mudou de cor. Durante anos foi azul e gostava do número 15.

Agora, é vermelho, filiado ao PC do B e sente gosto em carregar nas costas a bandeira com a foice o martelo.

Nas últimas eleições, o folclórico militante desceu de balsa. Está crente que o 13 do PT e de Raimundo Angelim lhe trará mais sorte quando outubro chegar.

Esse Ninja precisa esquentar o seu pé frio.


segunda-feira, 7 de julho de 2008

Olho no TRE
Todas as atenções estarão voltadas para o TRE amanhã à tarde. Está previsto o julgamento da ação apresentada pelo suplente de deputado Merla Albuquerque (PT), que pleiteia o mandato que pertenceu à conselheira do TCE Naluh Gouveia.

Merla Albuquerque contou com o voto favorável do relator do processo, o desembargador Arquilau de Castro Melo, que entendeu que o mandato pertence ao partido.

O juiz federal Jair Facundes e a juíza Denise Bonfim votaram contrário. A juíza Maria da Penha pediu vista e deve se pronunciar nesta terça-feira.

Artigo da Marina

MARINA SILVA
Antes ou só depois
DEFINIDAS AS candidaturas, move-se a roda das eleições municipais. Hora de cobrar dos candidatos compromisso com os temas que realmente interferem em nossas vidas.

Como já se disse, pessoas não moram nos mapas da União ou dos Estados. Estão nos municípios, no território onde as coisas acontecem, onde os problemas ambientais e sociais ganham cara, números, gravidade e gente diretamente afetada.

Tome-se o caso das mudanças climáticas globais. O nome imponente sugere algo da alçada de especialistas e de poderosos, não de cidadãos comuns ou de eleições municipais. Mas talvez falte exatamente a entrada em cena dos cidadãos comuns para que a coisa ande.

O IBGE, nos Indicadores de Desenvolvimento Sustentável 2008, mostra vários indicadores negativos ou em evolução lenta na área ambiental, apesar de avanços como o aumento de 6,5% para 8,3% da área protegida em unidades de conservação federais. Há, de um lado, baixa capacidade institucional dos municípios para atingir bons níveis de sustentabilidade. A maioria ainda não tem secretaria ou conselho de meio ambiente. De outro, os municípios tiveram o maior aumento proporcional dos gastos públicos em meio ambiente, entre 1996 e 2004: de 0,4% para 1,1% do total das despesas. Os federais ficaram entre 0,3% e 0,4%, e os estaduais foram de 0,6% para 0,8%.

Há também algo diferente no ar: aumentou o número de candidatos municipais interessados em abordar meio ambiente em seus programas, sinal de que não há mais como ignorar o tema.

Como presidente da Subcomissão das Águas no Senado, participei da visita ao Sistema Cantareira e da reunião do comitê da bacia dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, nos dias 26 e 27 de junho. Parte dessas águas é transposta para abastecer a cidade de São Paulo. O sistema está perto do limite. Foi gratificante ver prefeitos, técnicos, representantes de empresas, da academia e de ONGs unidos na busca de soluções para a escassez.

Os investimentos para suprir a demanda são enormes e cobrem períodos cada vez mais curtos. Há algumas décadas, o volume de recursos para proteger mananciais e planejar a ocupação urbana teria sido muito menor do que o necessário agora para captar água em locais cada vez mais distantes.

Pode a consciência ambiental gerar novas atitudes sem a pressão do prejuízo econômico e da privação dramática de recursos vitais? O comprometimento antecipado de eleitores e candidatos com essas questões, no quintal das eleições municipais, pode ser uma chance para responder que sim.

contatomarinasilva@uol.com.br