segunda-feira, 19 de maio de 2008

Vem de Porto Walter

Primeiro vereador
cassado por infidelidade
Joaquim de Souza Lima foi o primeiro político cassado por infidelidade partidária no Acre. A decisão foi tomada agora há pouco pelos juizes do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

O parlamentar de Porto Walter foi eleito pelo PMDB, mas trocou a legenda pelo PP, sem motivo que justificasse a sua saída.

O TRE recebeu 55 pedidos de perda de mandato eletivo por infidelidade partidária. Desses, 49 foram ajuizados pelo Ministério Público Eleitoral.

Até agora, já foram apreciados 53 processos. Restam apenas 2 processos para serem julgados pela Corte Eleitoral

O vereador de Porto Walter foi 369 político cassado em todo o Brasil pelos Tribunais Regionais Eleitorais, que aceleraram o processo de julgamento dos pedidos de cassação por infidelidade partidária.

A Região Sul está na frente com a retirada de mais de 140 vereadores. Já a região Sudeste, onde se concentram os maiores colégios eleitorais, puniu apenas 24. O Amapá é único estado onde nenhum político infiel perdeu o mandato..

Um comentário:

Aparecido disse...

O nome do vereador está correto, mas houve um engano de sua parte, pois é do município de Rodrigues Alves.

Serafim