quinta-feira, 17 de abril de 2008

Cardoso deixa de ser Raimundo
e volta a ser Carlos Augusto
A partir de amanhã, outro nome passará a comandar a Superintendência do Incra no Acre. Sai Raimundo Cardoso de Freitas, entra Carlos Augusto Lima Paz.

Na verdade, não haverá substituição nenhuma. Os dois são a mesma pessoa.

Carlos Augusto resolveu adotar o nome de Raimundo para fugir da ditadura militar, em 1965. Entrou na clandestinidade. Trocou o Nordeste pelo Norte, onde ajudou na luta da esquerda contra o regime militar.

Anistiado em 1979, entrou com ação na Justiça para reaver a verdadeira identidade. Recebeu indenização – o valor não foi informado – e o direito de voltar a se chamar Carlos.

Esta semana, saiu a publicação do nome verdadeiro no quadro de servidores do Incra. Nesta sexta-feira, receberá os cumprimentos dos amigos e companheiros na sede do órgão.

Poucas pessoas lembram, mas Cardoso foi candidato a prefeito de Rio Branco pelo PT, em 1986. Eu votei nele.

2 comentários:

Galmaran disse...

See Please Here

Leandrius disse...

com certeza algo muito errado ele fez contra a patria, para precisar se esconder, fugir e trocar de nome